Portal da Secretaria Municipal de Educação

Publicado em:

7 de janeiro – Dia do Leitor

Conheça iniciativas da SME para incentivar a leitura e confira sites que oferecem acesso gratuito a obras literárias.

dia do leitor_740x430.jpg

Comemora-se anualmente no Brasil, no dia 7 de janeiro, o Dia do Leitor, uma homenagem à fundação do jornal cearense "O Povo", criado em 7 de janeiro de 1928 pelo poeta e jornalista Demócrito Rocha.

De acordo com pesquisa realizada em março de 2016 pelo Instituto Pró-Livro, no Brasil, 44% da população não lê e 30% nunca comprou um livro. Isso indica que o brasileiro lê apenas 4,96 livros por ano. Desses, 0,94 são indicados pela escola e 2,88 lidos por vontade própria. Do total de livros lidos, 2,43 foram terminados e 2,53 lidos em partes.

Para criar e estimular o hábito da leitura, a Secretaria Municipal de Educação, em parceria com estudantes e educadores da Rede Municipal de Ensino, desenvolve uma série de ações visando o incentivo à leitura. Entre elas estão:

Programa Minha Biblioteca - Tem por objetivo promover o acesso e fomentar o hábito da leitura dos estudantes da rede municipal por meio da entrega de livros infantis e infanto-juvenis. Para cada um dos três ciclos do ensino fundamental – Alfabetização (1º ao 3º), Interdisciplinar (4º ao 6º) e Autoral (7º ao 9º) –, foram selecionados 70 títulos. Cada criança recebe dois livros e pode trocá-los com os colegas ao longo do ano letivo.

Academia Estudantil de Letras (AEL) – Idealizada para o público estudantil, desenvolve uma dinâmica dentro do projeto onde os próprios estudantes escolhem um autor da literatura para representar na Academia, fazem pesquisas e realizam seminários sobre os seus amigos literários, compartilham o conhecimento, passam a perceber o ponto de vista do outro e desenvolvem a autonomia. Para visualizar uma animação sobre a AEL, clique neste link.

Programa Sala e Espaço de Leitura - Atualmente, o Programa Sala e Espaço de Leitura integra a grade curricular das EMEF, EMEFM e EMEB da cidade de São Paulo, com uma aula semanal, além de projetos realizados na extensão de jornada dos educandos e educandas.

Além de disponibilizar obras literárias para toda comunidade escolar, as práticas pedagógicas dos Professores Orientadores da Sala de Leitura (POSL) nas Salas de Leitura favorecem a apropriação da cultura da leitura pelos estudantes.

Consulte o Decreto nº 49.731/2008, a Portaria nº 7.655/15 e o livro 45 Anos: Sala e Espaço de Leitura para saber mais sobre as Salas e Espaços de Leitura e o trabalho desenvolvido pelos POSLs.

Conheça também:

Acesso gratuito a obras literárias pela internet

Confira alguns sites na internet que oferecem acesso gratuito para leitura e download de obras literárias, artísticas e científicas nacionais e estrangeiras:

Domínio Público

Lançado em 2004, o portal oferece acesso de graça a obras literárias, artísticas e científicas (na forma de textos, sons, imagens e vídeos), já em domínio público ou que tenham a sua divulgação autorizada.

Biblioteca Brasiliana

O site da Universidade de São Paulo (USP) disponibiliza milhares de obras de muitos autores brasileiros e livros raros. Também é possível encontrar documentos históricos, manuscritos e imagens e baixar tudo em pdf.

Machado de Assis

Criado pelo MEC, disponibiliza a obra completa do escritor em pdf ou html para leitura online. São romances, contos, poesias, peças de teatro, críticas e traduções.

Projeto Gutenberg

O site em inglês tem dezenas de milhares de livros digitais em inglês que podem ser baixados e lidos em vários formatos e para plataformas como Kindle. Entre os mais baixados estão Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, Drácula, de Bram Stoker e Um Conto de Duas Cidades, de Charles Dickens.

Biblioteca Nacional de Portugal

O portal português tem várias obras disponíveis, como os livros de Eça de Queirós, Fernando Pessoa e Luís de Camões. Destaque também para a área dedicada ao escritor José Saramago, com manuscritos do autor.

Dez obras literárias em versão audiovisual acessível - As obras fazem parte do Projeto Acessibilidade em Bibliotecas Públicas, iniciativa do Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) do Ministério da Cultura (MinC). O material foi produzido pela Mais Diferenças, organização da sociedade civil de interesse público (OSCIP) que atua com educação e culturas inclusivas.

.