Portal da Secretaria Municipal de Educação

Publicado em:

CEU Jambeiro recebe edição do “Jam de Robótica 2016”

O objetivo do evento foi de ensinar os princípios básicos da robótica e linguagem de programação.

jam_robotiva_jambeiro_740_x_430.jpg

No dia 7 de outubro, o Centro Educacional Unificado (CEU) Jambeiro recebeu trinta e quatro escolas pertencentes à Diretoria Regional de Educação (DRE) Guaianases, para participarem do “Jam de Robótica”, que consiste em uma espécie de maratona de atividades em robótica, promovido pelo Núcleo de Informática Educativa da Coordenadoria Pedagógica (COPED), da Secretaria Municipal de Educação (SME).

O objetivo do “Jam de Robótica 2016” é reunir as crianças para que elas possam aprender os princípios básicos do uso do kit de robótica e linguagem de programação, além de cumprirem desafios durante todo o evento.

O CEU Jambeiro foi o décimo CEU a receber esse desafio em 2016. Para participar do “Jam de Robótica 2016” os alunos tiveram que desenvolver um vídeo sobre como a robótica pode ser usada para a aprendizagem. Segundo Regina Gavassa, Coordenadora do Núcleo de Informática Educativa, a ideia do vídeo surgiu por conta da convivência da equipe do Núcleo com os jovens e do fato de que hoje em dia eles adoram fazer vídeos e essa forma de divulgação atrairia o público do desafio de robótica.

O evento teve início com a apresentação de Regina Gavassa e Gislaine Batista Munhoz que também integra o Núcleo de Informática Educativa, que passaram as primeiras instruções de como aconteceria o evento.

Na sequência, Robson Carvalho, representante da empresa que fabrica os kits de robótica utilizados pelas escolas, demonstrou como cada grupo poderia utilizar as peças, lembrando que a forma e o modelo de criação dos protótipos eram de responsabilidade de cada grupo, que foram supervisionados por um professor representante de cada escola.

“Estamos fazendo de tudo para que a escola agora pense no seu projeto e caminhe sozinha, o ‘Jam’ é apenas um incentivo para que as unidades adotem essa prática em suas rotinas. Além disso, existe também um espaço virtual no qual os professores podem compartilhar experiências entre si, além de várias plataformas que a escola pode contar para manter o projeto”, observou Regina Gavassa.

Julia Aparecida professora da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Saturnino Pereira e supervisora do projeto da escola, disse que a oportunidade dos alunos interagirem com a robótica foi de grande contribuição para que eles desenvolvessem a criatividade.


Confira uma Galeria de Imagens do evento.