Portal da Secretaria Municipal de Educação

Publicado em:

EMEF Almirante Tamandaré promove festa junina para a comunidade

Matéria produzida pela equipe de Imprensa Jovem “Rádio Calafrio”, da EMEF Almirante Tamandaré

EMEF_Almirante_Tamandare_promove_festa_junina_comunidade_740_x_430.jpg

Matéria produzida pela equipe de Imprensa Jovem “Rádio Calafrio”, da EMEF Almirante Tamandaré

A Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Almirante Tamandaré, localizada no bairro da Vila Maria Alta, abriu as portas à comunidade para mais um grande encontro. A festa junina ocorreu no sábado, dia 24 de junho, das 10h às 17h, e contou com muitas comidas típicas, doces de dar água na boca, brincadeiras que fizeram a alegria da criançada (e de muito marmanjo), bingo com prêmios especiais, mercadinho com preços imbatíveis e, claro, muitas danças com as tradicionais quadrilhas.

Para a professora de Educação Física, Regina Nascimento, responsável pelas danças dos terceiros e quartos anos, "a festa foi maravilhosa, veio muita gente, os alunos dançaram muito bem, estavam bem animados e o pessoal gostou bastante!".

Apesar do trabalho, a festança valeu a pena. "A festa junina já fazia parte da nossa proposta político-pedagógica e foi uma organização bem pautada nos princípios da escola, a divisão do trabalho, as propostas, os objetivos e o que cada um iria fazer. Foi uma organização que estava programada e, ao mesmo tempo, foi super prazerosa, um momento a mais de integração entre escola e comunidade", explicou Simone Silva, coordenadora pedagógica da escola.

O correio elegante e a cadeia do amor divertiram ainda mais o público. A cada instante, um coraçãozinho era entregue ou alguém procurava pelo xerife para libertar o prisioneiro da cadeia. Outro aspecto importante é o destino da renda arrecadada que, segundo a diretora da escola, Vanessa Mesquita Machado, pode ser convertida para o Dia das Crianças, no mês de outubro e uma outra parte para a decoração da festa de formatura dos alunos do nono ano em 2018. Quem decidirá será o Conselho de Escola e a Associação de Pais e Mestres (APM).

Apresentaram-se também os alunos do Projeto de Percussão Alternativa. "Fizemos duas apresentações: uma com a música "Menina Moleca", com o maracatu, e outra com a dança dos cocos com os segundos anos", comentou Daniella Pires, professora responsável pelo Projeto.

A Imprensa Jovem Rádio Calafrio marcou presença com sua equipe realizando a cobertura jornalística com muita música desde o sol raiar! "A gente enfeitou todo o palco durante dois dias com muita alegria, mas não esperávamos que ia lotar tanto", comentou Guilherme Eduardo dos Santos Lima, aluno do quinto ano e responsável pela mesa de som.

A comunidade também fez sua parte. No refeitório e quadra, praticamente lotados, não sobrou um docinho para contar a história. Eram camisas xadrez, chapéus de palha e vestidinhos caipiras para todos os lados. Em um ambiente alegre e acolhedor, as famílias também se reuniram no pátio e, claro, comendo as delícias do "arraiá". "Eu gostei muito das danças e de ver as famílias sentadas conversando", diz Marília de Cássia, assistente de direção.

Mas como tudo na vida, acabou-se o que era doce. Assim como o poema de Carlos Drummond de Andrade que diz: "E agora, José? A festa acabou. A luz apagou. O povo sumiu. A noite esfriou", a festa do Tamandaré também chegou ao final, mas com um gostinho de quero mais.

Clique aqui e veja a galeria de fotos.