Portal da Secretaria Municipal de Educação

Publicado em:

Estudantes da Capital fazem vídeos sobre Programa de Metas

Trabalhos mostram a diversidade das ações nas comunidades e resultaram num mapa interativo

ij_prog_metas_final_740x430.jpg

Para ajudar a diminuir a distância entre o Programa de Metas 2017 – 2020 e os moradores dos mais diversos cantos da capital paulista, as secretarias municipais de Educação e Gestão realizaram, de abril a julho deste ano, o curso Imprensa Jovem Online – Direito à Cidade.

A iniciativa envolveu diretamente 119 educadores e 900 estudantes, de diversas faixas etárias (Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos). Participaram do curso 85 escolas de todas as regiões da cidade.

Ao longo da formação, os envolvidos foram convidados a produzir telejornais mostrando como o debate sobre o direito à cidade (e, mais especificamente, sobre o Programa de Metas) se concretizavam em suas comunidades. O resultado desse trabalho está consolidado no mapa interativo que traz o link para os vídeos já disponibilizados, mostrando a localização da escola participante.

Os vídeos retratam a diversidade dos compromissos do Programa de Metas 2017 – 2020 e mostram como metas aparentemente distantes têm relação direta com o dia a dia das escolas e dos bairros. Na Escola de Ensino Fundamental e Médio (EMEFM) Darcy Ribeiro, localizada em São Miguel Paulista, por exemplo, a equipe da Imprensa Jovem mostrou a relação entre a queda da goiabeira, a única que existia no parquinho, e a Meta 23 da Prefeitura de plantar 200 mil árvores no município.

O subprefeito de São Miguel Paulista, Edson Marques, foi inclusive entrevistado pelos estudantes de outra escola da região, a EMEF Dr. João Augusto Breves, para contar o que a administração local estava fazendo para contribuir com a Meta 11, de ampliar em 20% a taxa de atividade física na cidade de São Paulo.

Sobre o Programa de Metas 2017 - 2020

O Programa de Metas vigentes é composto por 53 Metas, que se concretizam em 71 Projetos, compostos, no total, por 487 Linhas de Ação (cada uma delas um compromisso concreto, sobre o qual a Prefeitura presta contas semestralmente). Para saber o conteúdo de cada um desses itens, e como está seu desempenho, basta acessar o portal PlanejaSampa.

São Paulo foi o primeiro município brasileiro a instituir a obrigatoriedade legal de o(a) prefeito(a) eleita apresentar o programa à sociedade, transformando em compromissos as promessas eleitorais. Esse instrumento existe desde 2008 e já está em sua terceira edição, mas sua existência e – principalmente – seus canais de acompanhamento ainda são desconhecidos de grande parte da população.

Sobre a Imprensa Jovem

Criada em 2005, a Imprensa Jovem conta com aproximadamente 200 agências de notícia em funcionamento nas escolas de Ensino Infantil e Fundamental da capital paulista. Nelas, por meio da produção jornalística multimídia, cerca de 2,5 mil crianças e jovens desenvolvem de maneira autônoma e colaborativa suas habilidades críticas e criativas, elaborando pautas, pesquisando e produzindo conteúdos em diferentes formatos (como rádio, vídeo, blog, mídias sociais, fotografia, jornal impresso e quadrinhos, por exemplo).

A história de sucesso da Imprensa Jovem tem suas raízes no projeto piloto Educom.Rádio, desenvolvido entre 2001 e 2004 pela Secretaria Municipal de Educação de São Paulo (SME) em parceria com o Núcleo de Comunicação (NCE) da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). A iniciativa deu tão certo que virou política pública reconhecida pela Lei 13.941/2004 e regulamentada pela Portaria 5.792/2009, garantindo sua permanência e ampliação.

Nesse contexto, a criação da Imprensa Jovem surgiu como estratégia para fortalecer as práticas educomunicativas nas escolas municipais, a partir do protagonismo das crianças e jovens. Nas agências de notícias do projeto, quem dá a palavra final são os estudantes. Mas os professores têm papel fundamental na mediação pedagógica do planejamento, realização e avaliação das produções jornalísticas.