Publicado em:

Estudantes da rede pública municipal realizam simulação das Nações Unidas durante 2º semestre

Projeto é levado a escola de São Paulo em parceria com Prefeitura, Secretaria Municipal de Educação e Instituto Global Attitude

monuem_740x430.jpg


A partir do segundo semestre de 2019, a rede municipal de ensino da capital paulista vai passar a desenvolver o projeto MONUEM-ERESP, que consiste na realização de uma série de aulas  ao longo de todo o semestre sobre temas internacionais e diplomacia baseada em um modelo concebido pelas Nações Unidas. Concebido pelo Escritório de Representação do Ministério das Relações Exteriores em São Paulo (ERESP) para ser implementado em escolas públicas de ensino médio do estado de São Paulo e conhecido como MONUEM (Modelo de Simulação da ONU para o Ensino Médio), o projeto MONUEM-ERESP, agora nesta nova fase, estende-se, pela primeira vez sob este formato, a escolas municipais de ensino médio e será desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Educação e a organização da sociedade civil de interesse público Instituto Global Attitude.

"O trabalho realizado pela Prefeitura não visa apenas reforçar o espaço que a cidade merece no exterior, mas também ampliar os benefícios à população de São Paulo. Acredito que o engajamento dos nossos estudantes no debate dos principais temas da agenda internacional será um grande diferencial para essas novas gerações", afirma o Prefeito de São Paulo, Bruno Covas.

É a oportunidade de alunos de escolas públicas geridas pelo município terem acesso a uma atividade já difundida no ambiente de escolas e universidades particulares. O MONUEM-ERESP vai promover 15 encontros semanais com 40 estudantes da EMEFM Oswaldo Aranha Bandeira de Mello , no bairro de Cidade Tiradentes, com o objetivo de prepará-los para a cerimônia de culminância, uma simulação completa da atividade da ONU a ser organizada no dia 22 de novembro , com a presença de todo o corpo docente, pais e membros da comunidade ao redor da escola.

"O projeto é de grande importância para nossos alunos e professores da rede municipal. É uma oportunidade para entender o contexto dos encontros realizados pela ONU e que reúnem os grandes chefes de Estado e Governo do Mundo, com boas argumentações e dados que esses encontros exigem", afirma o secretário municipal de Educação, Bruno Caetano.

Para o Secretário de Relações Internacionais, Luiz Alvaro Salles Aguiar de Menezes, "é de extrema relevância incluirmos o tema das relações internacionais no ensino público, pois essa iniciativa vai expandir os horizontes dos alunos e inspirá-los a construir uma boa história não só para as suas vidas, mas também para São Paulo".

A primeira das aulas foi realizada nas dependências da escola em 27 de agosto. Durante os encontros semanais seguintes, os alunos vão receber explicações detalhadas sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável estabelecidos pelas Nações Unidas até 2030 e conceitos básicos da diplomacia e das relações internacionais entre os países, tudo com o objetivo de capacitar os envolvidos e de promover conhecimentos a respeito do tema.

Somando-se aos universitários voluntários que ministram o curso, profissionais convidados também estarão presentes em algumas das atividades em sala, enriquecendo a experiência dos participantes. O projeto como um todo será apresentado à sociedade durante cerimônia de lançamento oficial no dia 12 de setembro.

monuem4_740x430.jpg


Como funciona?

Os ensinamentos são transmitidos por universitários (monitores) treinados pelo Instituto, supervisionados por uma profissional com experiência no ramo. A meta é transmitir ensinamentos importantes sobre funcionamento do sistema internacional, esclarecer como operam as Nações Unidas e explicar a relação diplomática entre estados e membros da organização. Do ponto de vista dos alunos, o projeto permite desenvolver as habilidades dos participantes para situações que demandem a argumentação, principalmente na resolução de conflitos hipotéticos.

Para Rodrigo Reis, internacionalista e diretor-executivo do Instituto Global Attitude, o MONUEM-ERESP é uma ferramenta educacional importante. "Ainda que o modelo de simulação da ONU tenha sido criado há 40 anos na Universidade de Harvard, tê-lo presente nas escolas públicas do município de São Paulo é importante para aperfeiçoar as habilidades dos estudantes", afirma. "É uma ferramenta que desperta, estimula e desenvolve nos alunos atributos como a oratória, empatia por opiniões e posicionamentos distintos, o gosto pela pesquisa e a compreensão sobre o papel dos países dentro de algo maior, ou seja, o sistema internacional".

SERVIÇO

Lançamento - projeto MONUEM-ERESP
Data: 12 de setembro de 2019 (quinta-feira)
Horário: às 17h
Local: CEU EMEF Água Azul
Endereço: Av. dos Metalúrgicos, 1262 - Cidade Tiradentes, São Paulo – SP
Escola municipal parceira: EMEFM Oswaldo Aranha Bandeira de Mello


Cerimônia de culminância (simulação) - projeto MONUEM-ERESP
Data: 22 de novembro de 2019 (sexta-feira)
Horário: das 10h às 17h
Local: CEU EMEF Água Azul
Endereço: Av. dos Metalúrgicos, 1262 - Cidade Tiradentes, São Paulo - SP

Sobre o Instituto Global Attitude

Criado em 2011, o Instituto Global Attitude é uma organização da sociedade civil de
interesse público (OSCIP), com sede em São Paulo, sem fins lucrativos e apartidário, cuja
atuação transcende fronteiras nacionais e regionais. O grupo assessora organizações, empresas e governos na promoção de cooperação internacional, inspirando, capacitando e fortalecendo processos transformativos no Brasil e no mundo.