Publicado em:

Estudantes e Professores youtubers: conheça canais que dialogam com diferentes públicos na internet

Educação, música, games, cinema, saúde e bem estar são alguns dos temas abordados.

estud_prof_youtuber_dialogam_740_x_430.jpg


Na Rede Municipal de Ensino existem estudantes e professores que produzem vídeos em diferentes plataformas sociais para se comunicar com o público. Uma delas é o Youtube.

O Youtube é um site de compartilhamento de vídeos enviados por usuários para divulgação na internet. Todo usuário com canal de conteúdo, nesta plataforma, pode-se considerar um “youtuber”. Em pesquisa realizada nas redes sociais da Secretaria Municipal de Educação (SME), foram localizados diversos estudantes e professores “youtubers” que você conhece a seguir.

O estudante e youtuber Vitor Valverde, do 8º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Rui Bloem, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Pirituba/Jaraguá, possui desde o início de 2014 um canal de conteúdos na plataforma de vídeos. O canal, com quase mil inscritos, se destaca pela quantidade de trabalhos realizados e a qualidade da edição. Os conteúdos abordados referem-se a games, assuntos variados e “vlogs”. A expressão “vlog” é a junção das palavras vídeo + blog, um tipo de blog onde os conteúdos são gravados e exibidos no formato vídeo. Geralmente, o vlog é utilizado para mostrar ao público cenas da vida pessoal.

“Eu gravo o que dá vontade de fazer no dia e também pego algumas sugestões de jogos dos inscritos. Atualmente, faço tudo: gravo, edito, faço miniatura do vídeo e envio para o canal. Consigo fazer o que gosto, é bem útil pra mim”, conta Vitor.





Outro canal que se destaca na plataforma é o “Cinema Nerd”. No ar desde junho de 2015, com mais de 100.000 visualizações, traz assuntos relacionados a filmes, séries, músicas e super-heróis. O responsável é o estudante do 8º ano e youtuber Guilherme Costa, da EMEF Gal. Júlio Marcondes Salgado, da DRE Jaçanã/Tremembé.

Guilherme comenta sobre o processo de criação e gravação do canal. “É um canal voltado para o mundo geek. Gravamos de um a dois vídeos por semana. Os temas dos vídeos eu escolho quando estou lendo uma notícia ou algo a respeito sobre uma série ou filme”, revela Guilherme.




Na EMEF Aclamado, da DRE São Mateus, os estudantes do 9º ano e youtubers Alessandro Santana e Márcio Oliveira comandam um canal chamado “Game Clash”. Os vídeos apresentam, de maneira irreverente, situações que acontecem no cotidiano escolar.

“Eu e o Alessandro sempre antes de gravar o vídeo conversamos como está indo o rendimento do canal e vemos se o pessoal está gostando dos vídeos e deixando likes. Conversamos sobre o que podemos gravar e melhorar no canal”, comenta Márcio.





As meninas também se destacam na produção de conteúdo para o youtube. É o caso da Vitória Silva Fernandes, estudante do 9º ano da EMEF Águas de Março, da DRE Itaquera. Com o canal chamado “Vih Leãozinho”, o público pode conferir vídeos com dicas de beleza e maquiagem, apresentações musicais, respostas sobre curiosidades e relatos de fatos sobre a sua vida pessoal (vlog).





A estudante do 9º ano e youtuber Emanuelli Davinni, da EMEF Arthur Alvim, da DRE Penha, também possui um canal de vídeos onde apresenta relatos e expectativas em relação a sua vida pessoal e a sociedade de maneira geral.

Para Emanuelli, o sucesso de um canal depende do conteúdo e do modo de gravação. “Acredito que com empenho, divulgação nas redes sociais e com o conteúdo certo, o canal pode crescer muito e se tornar ainda mais legal para todos”, conta a estudante.




Professores - A ferramenta audiovisual também é bastante utilizada pelos professores para dialogar com o público na internet.

A professora de Educação Infantil Juliana Palma, da EMEI Cleide Moreira dos Santos, da DRE Jaçanã/Tremembé, lançou um canal na plataforma de vídeos chamado “De menina a mãe”. O canal, com quase dois milhões de visualizações, apresenta assuntos relacionados ao mundo feminino e a vida de mãe. Dentro do canal, há um quadro chamado “Papo de prô”, onde são apresentadas dicas de organização, planejamento, estudo e evolução para professores.

De acordo com Juliana, o canal surgiu em 2012 depois que ela se tornou mãe. “Comecei a compartilhar um pouco da minha vida e isso incluía o meu trabalho! Resolvi iniciar um quadro chamado "Papo de Prô" com assuntos que vão desde a graduação até a minha rotina enquanto educadora. Além de temas que acho relevante sobre o assunto, recebo sugestões de profissionais da área e pais e procuro elaborar o conteúdo baseado nisso. Gosto muito de criar essa rede de comunicação para que cada vez mais a educação seja vista e vivida de uma maneira integral por todos, profissionais e comunidade”, relata Juliana.






A Professora de Português Letícia Góes, da EMEF Monteiro Lobato, da DRE Pirituba/Jaraguá, lançou recentemente um canal de conteúdos chamado “Português com Letícia”. O intuito é dar aulas e dicas de português apresentando técnicas de produção de texto para provas, exames e concursos para o público em geral.






Outro canal que traz conteúdo interessante e inovador ao público é o “Fala Prô”. Recentemente criado pela professora Fernanda Fusco, da EMEI Cel. Manuel Soares Neiva, da DRE Ipiranga, a ideia é apresentar práticas em sala de aula, dicas e entrevistas com professores e especialistas sobre diferentes temas ligados a educação. O “Fala Prô” também está presente na versão blog e nas redes sociais.

"Desde quando comecei a cursar Pedagogia, em meados de 2007, me apaixonei pela área da educação”, afirma Fernanda. “Cada descoberta, cada curso, cada texto estudado, cada vivência no ambiente escolar, cada feedback dos meus pequenos e cada troca de figurinhas com meus colegas fazia eu me encantar ainda mais! Consequentemente, eu sentia a necessidade de compartilhar essas experiências com o mundo e registrar o meu percurso de ensino e aprendizagem: utilizava então o meu blog pessoal (que mantenho desde 2002) ou as redes sociais para escrever a respeito. No entanto, a minha intenção sempre foi juntar todos esses registros em apenas um lugar: eis que nasceu a ideia de criar o Fala, Prô!“, observa a professora.





Para aqueles interessados em praticar esporte, cuidar da saúde e do bem estar, o canal “Vivendo em movimento”, criado em 2016, conta com a atuação da professora Sylvia Conte, da DRE Penha, trazendo ao público dicas, desafios e entrevistas com professores, especialistas e adeptos da prática esportiva.

“Os responsáveis pelo canal somos eu e Eder Soarez, estudante de educação física”, esclarece Sylvia. “Os temas são escolhidos por nós, muitas vezes a partir do que recebemos de sugestões das pessoas que seguem os perfis do canal no Instagram e no Facebook”, finaliza.






Apresentações musicais com temas variados são o tema do canal do professor Igor Fernando, da DRE Guaianases, que conta com mais de 300 mil visualizações. São números musicais realizados por ele com diferentes parcerias, entre elas, com estudantes da Rede Municipal de Ensino.





Para conhecer outros trabalhos realizados por professores e youtubers, acesse os links:



Professores - Canais de conteúdo


Juliane Anjos – Realiza vlogs e dá dicas sobre planners (planejador diário) para professores.

Silvana Gurgel  Apresenta dicas de inglês para estudantes, contação de histórias em inglês e práticas para professores.

Gabriela Agostini - Canal dedicado a abordar a profissão e a vida pessoal.

Lidiane Loiola – Compartilha trabalhos pedagógicos realizados para crianças na Educação Infantil.

Milka Juvencio - Canal de compartilhamento de experiências científicas