Portal da Secretaria Municipal de Educação

Publicado em:

Grupo VOPO valoriza a cultura da periferia

Alunos mostram a voz da juventude por meio da poesia e da música.

vopo_740_x_430.jpg

Situada na região do Parque Novo Mundo a Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) General Paulo Carneiro Thomaz Alves, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Jaçanã Tremembé, tornou-se um ponto de cultura periférica na zona norte de São Paulo. Com muita criticidade social os alunos do 5º ao 9º ano mostram a voz da juventude por meio da poesia e da música.

Batizado de VOPO – Vozes Poéticas o grupo é liderado pelo Professor de História Felipe Yanez, que há três anos leciona na unidade. O professor conta que o grupo foi fundado pela iniciativa dos próprios alunos, como um desdobramento de um dos projetos da unidade do contra turno escolar sobre cultura Latino Americana. Lá as poesias em espanhol apresentadas serviram de inspiração para que eles iniciassem a escrita de seus próprios textos.

Karine Silva Lopes tem 15 anos, está no 9ºano do Ensino Fundamental e é uma das idealizadoras e fundadoras do VOPO. Ela participa do grupo de estudos de cultura Latino Americana e sentiu que era necessário que os jovens de sua escola e da comunidade também tivessem um espaço no qual suas expressões também fossem valorizadas. “Conversei com o professor sobre as minhas ideias e passamos a nos reunir na escola para ler e escrever poesias”, conta a garota. O grupo foi criado em agosto de 2014.

Segundo a aluna, ela escreve para fugir da realidade e, de certa forma, recorrer à justiça. Conta que as inspirações vêm da literatura marginal, produzida nos anos da ditadura militar no Brasil e que já produziu cerca de 100 poesias. Crítica social e amor são, no geral, as temáticas dos seus textos. Ela também confecciona cartazes poéticos e espalha pela escola, como forma de divulgar as poesias produzidas e divulgar o grupo.

Caio Lobato tem 15 anos, é ex-aluno da EMEF e iniciou no VOPO no mês de setembro. Ele conta que se interessa por poesias de contestação social e que se inspira na poesia marginal dos brasileiros Alessandro Buzo, Sergio Vaz e Ferréz. Ele conta que “a intenção do grupo é dar voz a juventude da periferia e tornar a escola um verdadeiro ponto de cultura. Um lugar onde os alunos podem se expressar”.

Karine se orgulha pelo fato do grupo também possuir alunos mais jovens e que é muito gratificante pensar que eles se espelham nos mais velhos. Erick Souza de Assis é um exemplo disso, com 10 anos e na 5ª série ele diz que já escreveu duas poesias, motivado pelo VOPO. “No grupo eu aprendi que não devemos ficar só reverenciando o que os escritores reconhecidos escrevem e que podemos, sim, valorizar as nossas produções”, conta o menino.

Além dos muros da Escola - O professor Felipe conta que o grupo engloba alunos do 5º ao 9º ano além de ex-alunos, e que os integrantes se abastecem das referências do hip – hop, das artes, do cotidiano do lugar onde vivem e misturam com poesia, música e performances. Pare ele o resultado é uma grande “Antropofagia Periférica”, brinca o professor.

“O engajamento dos jovens no VOPO permite que caminhem além dos muros da escola. Os garotos já participaram de saraus de poesias e se apresentaram em diversos eventos da DRE Jaçanã Tremembé e no Seminário Final do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa – PNAIC, promovido pela SME. Além de intercâmbios com outros coletivos e participações em saraus”, conta Felipe.

Felipe ressalta que o sucesso do grupo é o resultado de parcerias entre professores de diversas disciplinas e do apoio da direção e que a intenção é que no próximo ano o grupo se constitua em um projeto formalizado do Mais Educação. Ele também lembra que em breve a escola se tornará uma unidade do Território CEU e acredita que isso poderá amplificar as possibilidades de ação do grupo.

Projeto Cultura Latino Americana – Desenvolvido na EMEF General Paulo Carneiro Thomaz Alves pelo segundo ano com a coordenação do Professor Felipe Ianes. Atende cerca de 50 alunos do 5º ao 9º ano e é vinculado ao Mais Educação - MEC. O projeto se propõe a valorizar a produção cultural na América Latina por meio da música, arte e literatura.

Confira uma galeria de imagens do grupo.