Portal da Secretaria Municipal de Educação

Publicado em:

Projeto de robótica com sucata da EMEF Ary Parreiras é vencedor de prêmios e pauta de reportagens

Iniciativa realizada desde 2015 já retirou 700 quilos de materiais recicláveis das ruas e promove o protagonismo estudantil

robotica_EMEF_ary_740_x_430.jpg

Desde 2015, a Professora Orientadora de Informática Educativa (POIE) Débora Garófalo desenvolve o projeto “Robótica com Sucata” na Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Almirante Ary Parreiras, da Diretoria Regional de Educação (DRE) Santo Amaro.

A iniciativa, realizada durante as aulas regulares com estudantes de 6 a 14 anos do Ensino Fundamental I e II, promove a construção de utensílios a partir da coleta de resíduos recicláveis como forma de mediar a construção de conhecimento de conteúdos curriculares de eletrônica e de robótica.

“O trabalho é organizado para mobilizar uma prática pedagógica e formativa de forma a incentivar a aprendizagem por meio da criatividade e estimular a experimentação de ideias e exploração de pesquisas o alcance de resolução de problemas. O ‘Robótica com Sucata’ envolve diversas áreas do conhecimento e possibilita uma aprendizagem mais ativa e atuante ao aluno”, conta a professora Débora. “Além disso, as atividades têm ajudado a pensar em uma escola que não só produza conhecimento, como também traga contribuições locais – como a retirada de 700 quilos de materiais recicláveis das ruas da comunidade”, completa.

Por meio do projeto, os estudantes já elaboraram, por exemplo, carrinhos motorizados, robôs, máquina de refrigerante e aspirador de pó. “Eu acho importante a gente aprender robótica pra poder inovar o nosso próprio futuro” conta Ananda, 10, do 5º ano.

Veja o carrinho motorizado em funcionamento:


Robótica com Sucata - A iniciativa Robótica com Sucata é conhecida nacionalmente. A POIE Débora já realizou formações no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Foz do Iguaçu, Salvador, Recife e Manaus e a iniciativa também já foi divulgada em diversos meios de educação e revistas, entre eles Revista Nova Escola, Galileu, Canal Futura, Catraca Livre, Huffpost Brasil, Fundação Telefônica, Porvir, Inoveduc, entre outras. O projeto também foi premiado pela Associação Comercial do Estado de SP, finalista do desafio de aprendizagem do MIT e do Prêmio Claudia na categoria políticas públicas.

Acesse a galeria de imagens