Publicado em:

Relatos de prática e oficinas do Congresso Comemorativo da Educação Infantil

Acesse os resumos dos relatos que serão apresentados no Congresso


memorial_ensino_municipal_II_740_x_430.jpg

Clique nos nomes dos Relatos da tabela e acesse o resumo do que será apresentado no Congresso Comemorativo “80 anos da Educação Infantil Paulistana: participação, escuta e diálogos sobre as infâncias” – SME/SP – 2015 

Espaço
Horário
Eixo
Relatos de prática pedagógica/Unidade Educacional
Auditório
Celso
Furtado




10h-12h30




04
O currículo integrador da infância
  • EMEI Carolina Maria de Jesus : “A temática indígena na E.I: o percurso de construção de uma metodologia de trabalho na EMEI Carolina Maria de Jesus” (Cleide Soares, Fernanda Noronha, Luciana Gatamorta, Márcia Regina de Alvarenga Pinkovay, Thalita Riva).




14h-16h30


02
Identidades, formação, e o perfil das educadoras e dos educadores da infância.
  • CEI Jardim Julieta : “ O que é ser professora de bebês e crianças bem pequenas? Uma análise sobre a especificidade do professor da primeira infância e a formação das educadoras em serviço .” (Lilianne Magalhães)
  • EMEI Martins Fontes :“ As coisas estão no mundo só que eu preciso aprender- memórias , registros e tecnologia. Escolhas , amores, infâncias. Protagonismo infantil, formação continuada , as crianças e os jovens.”(Marisa Paulino)


Auditório
Elis Regina




10h-12h30
01
As culturas infantis e suas linguagens
  • CEI Jocelyne Guimarães Fernandes de Mello :“Sensações e movimento”




14h-16h30




04
O currículo integrador da infância




Auditório 9


10h-12h30


01
As culturas infantis e suas linguagens
  • EMEI Cidade Tiradentes II : “Desenvolvendo o Corpo Humano: curiosos em ação.”
  • CEU EMEI Aricanduva : “ Jornal da Escola” (Amanda, Fátima, Juliana, Sonia, Nilcélia, Edsandra, Paloma)


14h-16h30
03
Bebês e crianças nos ambientes educativos: tempos, espaços e materiais.
  • CECI CEII Tenondé Porã : “As diversas Linguagens no CECI: a aldeia como ambiente educativo e de fortalecimento da cultura Guarani” (Adriano Veríssimo e Cristiane Carvalhaes)




Auditório
08


10h-12h30
01
As culturas infantis e suas linguagens
  • EMEI Bueno de Azevedo: “Raízes Negras do Brasil ” (Rosangela Morales, Elizanete Candido)


14h-16h30
04
O currículo integrador da infância




SALA 1


10h-12h30


02 Identidades, formação, e o perfil das educadoras e dos educadores da infância.


14h-16h30


03
Bebês e crianças nos ambientes educativos: tempos, espaços e materiais.
Sala 2
10h-12h30
oficina
14-16:30
oficina
Sala 3
10h-12h30
oficina
  • CEI O Parque Cocáia “Mundo mágico das histórias” (Cristiane Palhetados e Marly Chavier)
14h-16h30
oficina
  • CEI Lauzane Paulista “Luz e sombras” (Geralda Vitor Coutinho e Marilene Pereira de Andrade)


Sala 4
10h-12h30
03
Bebês e crianças nos ambientes educativos: tempos, espaços e materiais.
14h-16h30
oficina


Confira a programação do Congresso


ABERTURA OFICIAL
(participação mediante convites enviados às DREs e às Unidades Educacionais)
05 de outubro – 18h às 21h30
18h: Acolhimento
19h: Apresentação cultural
19:30h : Abertura solene com participação de autoridades.
20h: Conferência: A Educação Infantil Paulistana no contexto nacional
21h30: Encerramento

06 de outubro – 08h às 17h30
8h às 9h – Credenciamento
9h às 10h – Conferencias simultâneas.

Participantes:

Profª. Drª. Ana Lucia Goulart de Faria (Unicamp);
Profª. Drª. Marina Célia Moraes Dias (USP);
Profª. Drª. Márcia Gobbi (USP);
Prof.ª Ms. Maria Cristina de Campos Pires;
Profª. Drª. Mônica Pinazza (USP);
Profª. Ms. Renata Dias (SME/CEU Alvarenga);
Profº Ms.Rafael Ferreira Silva (SME/Núcleo Étnico Racial);
Prof.ª Ms. Sonia Larrubia Valverde (SME/DOT-EI).

10h às 12h30 – Mesas redondas/oficinas

Mediadoras:

Profª. Drª. Ana Paula Ferreira da Silva (Universidade Presibiteriana MACKENZIE) ;
Prof.ª Cinthia Bettoi Pais (SME/DRE IP);
Profª Rosangela Gurgel Rodrigues (SME/DOT-EI);
Prof.ª Shirley Maria de Oliveira (SME/CEI Suzana Campos Tauil);
Profª Vera Tomasulo Bruno (SME/DRE PJ);
Prof.ª Ms. Waldete Tristão (USP)

12h30 às 14h – Almoço

14h às 16h30 – Mesas redondas/oficinas.

Mediadoras:

Prof.ª Ms. Bruna Ribeiro (Assessora SME/DOT-EI);
Prof.ª Ms. Fernanda Borsato (SME/Núcleo Étnico Racial);
Prof.ª Ms. Márcia Cordeiro;
Prof.ª Ms. Maria Cristina de Campos Pires;
Prof.ª Ms. Silvana Lapietra Jarra.

16h30 às 17h30 – Mesa de encerramento.

Profª Drª Maria Malta Machado Campos.


Sobre o Congresso: O Congresso Comemorativo, “80 anos da Educação Infantil Paulistana: participação, escuta e diálogos sobre as infâncias”, pretende promover um debate reflexivo e divulgar as práticas educativas presentes nas Unidades de Educação Infantil e Ensino Fundamental/Ciclo de Alfabetização da Prefeitura de São Paulo Centros de Educação Infantil (CEI) diretos, indiretos e conveniados, Escolas de Educação Infantil (EMEI), Centros Municipal de Educação Infantil (CEMEI), Centros de Educação Infantil Indígena (CEII), Escolas de Educação Bilíngue para Surdos (EMEBS) e Escolas Municipais de Ensino Fundamental (EMEF)/Ciclo de Alfabetização.

Breve histórico:  A Educação Infantil Paulistana que celebra 80 anos de existência em 2015 possui uma rica história construída por muitos atores: bebês, crianças, suas famílias, educadoras e educadores, e movimentos organizados da sociedade civil. Essa história perpassa vários momentos políticos e diversas concepções de educação infantil e criança.

Iniciada em 1935, com a criação dos Parques Infantis por Mario de Andrade, na época diretor do Departamento de Cultura da Cidade, onde se garantia o brincar, permitia-se a criança criar suas culturas infantis. O próprio espaço arquitetônico favorecia o convívio com a natureza e muitos brinquedos.

No início da década de 50 houve uma expansão significativa dos Parques Infantis no sentido de atender a população de zonas mais afastadas do centro da cidade com o objetivo de ampliar o número de crianças atendidas.

Já na década de 70 os Parques Infantis passam a ser denominados Escolas Municipais de Educação Infantil (EMEI), e nos anos 80, vivemos a concepção de Educação Infantil compensatória e preparatória para o Ensino Fundamental.

Na segunda metade da década de 90 com a promulgação da Lei nº 9394/96 - LDBEN, que instituiu as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, e incluiu a Educação Infantil como a primeira etapa da Educação Básica, várias mudanças e investimentos se fizeram necessários, entre elas, o redimensionamento do caráter de amparo e assistência dado à Educação Infantil, o que culminou, no ano de 2002, com a integração das Creches à Rede Municipal de Ensino de São Paulo, que eram antes vinculadas à Secretaria da Assistência Social.